terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Ao Fim

Ao fim são muito poucas as palavras
que nos doem a sério e muito poucas
as que conseguem alegrar a alma.

São também muito poucas as pessoas
que tocam nosso coração e menos
ainda as que o tocam muito tempo.

E ao fim são pouquíssimas as coisas
que em nossa vida a sério nos importam:
poder amar alguém, sermos amados
e não morrer depois dos nossos filhos.


Amalia Bautista

3 comentários:

linda disse...

Bonito poema e afinal até que é verdade.

linda disse...

Há pouco esqueci-me de dar as boas vindas a este pequeno mundo que até é interessante. Comecei há um ano. Motivo, braço partido. Hoje não me arrependo, torna-se uma nova companhia.
bj

xerazad disse...

obrigada. é sempre agradável ser bem recebida.